ROCAM

EM MENOS DE TRES HORAS, DE INTERVALO ENTRE A PRISÃO DE UMA LADRA EQUIPE PRENDE TRIO POR TRÁFICO, SOMANDO O QUARTO FLAGRANTE NAS ÚLTIMAS 48 HORAS

Este é o quarto registro de prisões em flagrante realizado pela equipe do Cabo Aiglo e Cabo Weslwey. Como já foi mencionado anteriormente o Cabo Wesley que esteve afastado das ruas de Birigui, por quase trinta dias por determinação do Comandante da 4ª Cia de Polícia Militar de Birigui, Capitão Rovina, para se dedicar a mais um importante Curso de Práticas Policiais em Motocicleta, aprimorando ainda mais suas Táticas de Motopatrulhamento como ele conta em rápida entrevista.

Durante patrulhamento o trio sendo dois maiores e um adolescente de 17 anos que, acreditava até o último momento que sairiam livres de mais um flagrante, envolvendo o tráfico de entorpecentes e a própria corrupção de menores.

Tão logo o delegado de plantão tomou ciência dos fatos e fez pesquisa individual dos três descobrindo que todos já teriam passagem por envolvimento com o tráfico de entorpecentes, ratificou a voz de prisão em flagrante, sendo todos mantidos à disposição da Justiça.

O pai do menor entrou em desespero com a prisão do filho, sendo acalentado por pessoas com as seguintes palavras: ” senhor, se acalme, aos 17 anos seu filho tem livre arbítrio, ele já sabia que o destino do tráfico é a cadeia e o cemitério. Independente do tipo de pai que o senhor tenha sido, a escolha por enveredar pelo mundo do crime é dele e não do senhor”.

Quem ouviu a conversa concordou haja vista que em todos os lugares existem pessoas que vivem nas mesmas condições de riqueza e pobreza e apenas um pequeno grupo opta por se envolver com a criminalidade. O que prova que o que faz o criminoso em maioria dos casos são as escolhas individuais e não as condições sociais e financeiras.

A sociedade não aceita mais dizer que pobreza, desigualdade, estrutura familiar sejam passaporte para o crime. A sociedade começa a entender que criminalidade tem mais a ver com escolhas do que condição. E tem se apresenta mais interessada e participativa em mudar estes rumos.

Profissionais preparados e sociedade mais aberta à realidade das pessoas. Ações e reações de escolhas. As pessoas não querem mais se fazer de cegas e reagem às ações inconsequentes e irresponsáveis das escolhas da criminalidade.

A sociedade busca, trabalho, oportunidade para jovens trabalhar, paz, harmonia, união e segurança. Sendo necessário, o cidadão cada vez mais vir se manifestado, ligando 190 e denunciando locais de vulnerabilidade e pessoas bem como veículos suspeitos.

As pessoas tem procurado cada vez mais, pessoalmente, policiais sejam motos ou viaturas para denunciarem pessoalmente ações criminosas, isto muda a criminalidade, “é o povo que decide quando é que o criminoso vai se aposentar”.

As pessoas estão entendendo que as Polícias Militar, Civil e Municipal, são amigos da população e são aptos a agir pela segurança e tranquilidade da população. O povo agradece aos heróis da Lei e da Ordem!


Imagens arquivo pessoal, edição e produção Por Marilene Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Show Buttons
Hide Buttons