ROCAM

DEPOIS DO DESCANSO ELES VOLTAM E PRENDEM CONDENADO POR TRÁFICO NO TOSELAR EM BIRIGUI

Depois de um descanso merecido a equipe da ROCAM composta pelo Cabo Fernando e Cabo Aiglo, se deslocavam em patrulhamento pelo bairro Toselar na tarde de hoje (14/08), sempre atentos a pessoas e locais suspeitos.

O trabalho dos representantes da Lei e da Ordem não se restringe apenas a patrulhar ou prender criminosos. É preciso entender que quanto maior a presença das viaturas e suas respectivas equipes pela cidade, além de levar sensação de segurança às pessoas num contexto geral, também inibe criminosos à prática de crimes.

Em qualquer tempo e lugar que se observe a presença de uma equipe da PM, é possível observar que crianças e idosos sempre os aborda, apenas para cumprimentá-los. Em outros casos as pessoas pedem para tirar uma foto, as crianças sempre sonham poder ouvir o ressoar de um sinal sonoro, até mesmo fazer uma foto com a equipe e as viaturas.

É esta interação, que demonstra que cada vez mais, a população está próxima da Polícia Militar, estreitando laços de respeito e consideração, permitindo ainda que as pessoas se aproximem para pedir patrulhamentos em determinadas áreas bem como passando identificação de suspeitos de crimes.

Foi durante um desses patrulhamentos no final da tarde de hoje, que a equipe dos Cabos Fernando e Cabo Aiglo se depararam com o auxiliar de pedreiro, em atitude suspeita mexendo no portão de uma residência, e ao ser abordado disse morar no local.

Submetido á revista pessoal padrão, não havia nada de ilícito, momento em que foi solicitado documentação pessoal para registro da abordagem, foi aí que a casa caiu! Durante consulta via Central de Operação da Polícia Militar (Copom), constou contra ele um Mandado de Prisão pelo crime de Tráfico de Entorpecentes, com pena a cumprir no regime fechado.

Foi acionado apoio das equipes, Sargento Agenor, Cb Genilson, Cb Junior, Sd Freitas, para translado até a delegacia de polícia. Ao ser apresentado a autoridade policial, após oitiva das partes, o condenado foi mantido preso, à disposição da justiça!

Por Marilene Gonçalves

Foto colaboração


Ao ser apresentado na Delegacia de Polícia Civíl, após oitiva das partes, o condenado foi mantido preso, à disposição da justiça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Show Buttons
Hide Buttons