PISTOLA .40

TOR PRENDE PASSAGEIRA DE CAMPO GRANDE COM ARMA PINADA DURANTE FISCALIZAÇÃO DE ÔNIBUS

O flagrante foi registrado no início da noite desta segunda-feira (15/07), no KM 550 da Rodovia SP 300, na cidade de Guararapes. Conforme se sabe, as fiscalizações em rodovias são feitas pelo TÁTICO OSTENSIVO RODOVIÁRIO (TOR), de forma aleatória.

Durante o patrulhamento pelas estradas, em pontos aleatórios as equipes dão sinal de parada aos veículos de passageiros e de maneira padrão, realizam vistoria de praxe, analisando pessoas por reações, às vezes, vistoriam bagageiros, em outras ocasiões bagagem de mão.

No último dia 15 de julho, a equipe do TOR, abordou um ônibus de linha regular de transporte de passageiros para fiscalização. Decidindo vistoriar a bagagem de uma moça que ficou desconfortável com a presença dos representantes da Lei e da Ordem nas Estradas, demonstrando reações típicas de quem está em confronto com a Lei.

Diante das reações a passageira identificada como sendo A.J.M.A, 19 anos, que teria embarcado em Campo Grande-MS onde residia até então. Após solicitado para que a mesma entregasse sua mochila para revista, muito nervosa e irritada a moça não teve escolha e cumpriu a determinação.

Durante revista os policiais localizaram uma pistola, Taurus, calibre .40 de uso restrito com a numeração pinada ( raspada). A arma estava municiada com um carregador contendo 14 projéteis intactos. Foram encontrados ainda na bagagem outros dois carregadores e 13 munições iguais as primeiras.

Quando questionada sobre a arma e as munições a passageira alegou tê-las comprado de um desconhecido, através de um site de vendas na internet. Diante dos fatos, ela foi cientificada de seus direitos constitucionais, recebendo voz de prisão em flagrante por Porte Ilegal de Arma de Fogo de uso restrito.

Retirada do Ônibus, a mulher foi encaminhada a Delegacia de Polícia Civil de Guararapes, onde após apresentar os fatos e objetos apreendidos, oitiva da presa e testemunhas. A autoridade policial, ratificou a voz de Prisão em flagrante em desfavor da jovem de 19 anos, que ficou à disposição da Justiça!

ENTENDA:

Conforme Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003) que proíbe (em regra) o porte de arma de fogo e tipifica a sua posse. Em seu Art. 16. instrui que: “Possuir, deter, portar, adquirir, fornecer, receber, ter em depósito, transportar, ceder, ainda que gratuitamente, emprestar, remeter, empregar, manter sob sua guarda ou ocultar arma de fogo, acessório ou munição de uso proibido ou restrito, sem autorização e em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

Pena reclusão, de 3 (três) a 6 (seis) anos, e multa.

Parágrafo único. Nas mesmas penas incorre quem:

I suprimir ou alterar marca, numeração ou qualquer sinal de identificação de arma de fogo ou artefato;

Como se pode perceber, a mulher terá sérios problemas pela frente com a Justiça.

Por Marilene Gonçalves

Imagens Colaboração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Show Buttons
Hide Buttons