ESTUPRO VULNERÁVEL

MENINA DE 7 ANOS PEDE AJUDA A TIA, APÓS SOFRER VIOLÊNCIA PRATICADA PELO PADRASTO EM AURIFLAMA

O fato foi registrado pela tia da vítima, após a criança ir passar alguns dias com a família. Segundo as informações, depois de chegar à casa dos parentes a criança ao se sentir à vontade e em segurança, acabou por se aproximar mais da referida parente, falando sobre assuntos diversos.

Em um dos momentos de bate papo com a tia, ela acabou contando que vinha sendo molestada pelo atual companheiro da mãe. Estupefata com a narrativa da menina, de imediato ela foi levada à Santa Casa de Auriflama, onde o fato foi narrado ao médico plantonista.

Após diálogo com a criança e avaliação superficial, o médico teria informado, não haver indícios de violão conta a criança, porém durante o atendimento ela teria reiterado, que vinha sendo abusada pelo padrasto, detalhando os atos.

De posse das informações do médico a pessoa que a acompanhava, acionou a mãe da criança, bem como a Polícia Militar para registro do fato, haja vista que a criança falava com propriedade os fatos.

Na presença da Polícia de maneira cuidadosa foi iniciado diálogo para que se pudesse lavrar o boletim de atendimento. Foi quando segura de suas apalavras ela passou a contar que, ” todas as vezes em que a mãe ia tomar banho, o padrasto a tocava nas partes íntimas, além de tentar obrigá-la a tocar-lhe o órgão genital, sendo repudiado pela criança que se recusava a obedecê-lo”.

Não obstante, ela ainda afirmou que os assédios eram recorrentes e vinham de data anterior. Diante da contundência das narrativas, a mãe foi questionada sobre os fatos, tendo ela dito a equipe, que, nunca percebeu nenhuma demonstração por parte do marido e nem da filha de que tais situações estivessem acontecendo. (Não ficando claro a reação da mãe diante dos fatos).

Foi acionado para acompanhar o caso equipe do Conselho Tutelar que acompanhou as partes até a Delegacia de Auriflama. Apesar da gravidade do fato, mas em não se tratando de flagrante, todos foram instruídos a retornarem à delegacia nesta segunda-feira (15/07), para que a autoridade policial tomasse as medicas cabíveis ao fato!

Por Marilene Gonçalves

Imagem retirada da Internet

Apesar de a imagem ser de campanha do Maio Laranja, esta campanha deve durar o ano inteiro, pois todos os dias em varias partes do mundo, centenas e milhares de crianças são vítimas de crimes sexuais e em sua grande maioria praticado por parentes e amigos próximos da criança e da família! Nunca deixe de investigar mudanças de comportamento uma criança. Ela demonstra de várias maneiras que algo de errado está lhe acontecendo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Show Buttons
Hide Buttons